Wednesday, January 30, 2008

A despedida anunciada II


John Edwards acabou de apresentar a sua desistência à corrida para a nomeação Democrata, com o cenário semi-destruído de Nova Orleães como pano de fundo. Foi um discurso notável, cheio de alusões à responsabilidade colectiva por garantir a realidade de uma vida decente a cada americano.

Oxalá os outros candidatos saibam falar para os que, e em nome dos quais Edwards falava - aqueles que, sem casa ou seguro de saúde, lhe pediram, em pessoa, para que ele não se esquecesse deles.

Sem Obama e Clinton na mesma corrida, Edwards teria tido outras hipóteses.

Update: o texto completo do discurso de hoje de Edwards está disponível aqui.

4 comments:

Anonymous said...

Noto algum desalento. Estarias a tornar-te um Edwardiano?

O cartoon é brilhante! Teria sido muito bom que se tivesse passado assim.

- João

Hugo Mendes said...

Sim, algum desalento. Nunca fui 'Edwardiano' porque sempre achei que ele não era elegível e que acabaria por ficar pelo caminho, mais cedo ou mais tarde.
Mas revejo-me bastante na sua linha política e nos seus valores. Infelizmente, é essa a - ou uma das - diferença(s) entre o contexto economico-político americano e o europeu, e o discurso de Edwards, que passaria por social-democrata - um pouco radical nos tempos que correm, mas ainda assim verosímil - na Europa, não deixa de ser excessivamente radical nos EUA.
Espero que tanto Obama como Clinton não se esqueçam do que lhes disse Edwards. E talvez ainda dê para ser de novo candidato a vice.

mariana vs said...

"Espero que tanto Obama como Clinton não se esqueçam do que lhes disse Edwards."

que bonito, hugo, esse optimismo

Hugo Mendes said...

Talvez, mas eles vão ter que lutar pelos que votavam no Edwards, por isso não podem deixar cair por completo as suas preocupações.